Header Adsggg

10 mitos e verdades sobre aparecer na primeira página do Google

Por que minha empresa não aparece na primeira página de busca do Google? Se cada profissional de marketing ganhasse um real toda vez que fosse questionado sobre esse assunto, provavelmente estaria rico. E a pergunta é perfeitamente plausível: afinal, cerca de 90% das pesquisas feitas na internet por usuários brasileiros são realizados no buscador americano. Em outras palavras, ou você aparece no Google, ou não está no mercado. A partir disso, surge a necessidade de entender como o funciona a lógica desse mecanismo de pesquisa.



Antes de mais nada, é preciso deixar claro que o Google é referência em pesquisas por um simples motivo: a ferramenta é excelente. Nenhuma outra empresa foi capaz de elaborar respostas tão precisas aos questionamentos dos usuários. É a chamada “relevância”, alicerce no qual o Google constrói a confiabilidade dos resultados nas pesquisas. Credibilidade nas informações vale ouro, e diversos gigantes do setor (Microsoft - através do Bing - Yahoo, Ask...) já tentaram abocanhar (sem sucesso) a maior fatia desse mercado.

Pesquisa real Google em 23/10/2017
Quando realizamos alguma pesquisa no Google, são mostrados resultados de dois tipos: orgânicos e pagos (anunciantes de links patrocinados). Vejamos a figura com a pesquisa no própria ferramenta. Para servir de exemplo, realizei uma busca com o seguinte termo “Comprar carro São Paulo”. Os dois primeiros resultados da página são de anunciantes (empresas que deram lances em palavras-chave no Google Adwords). Essas empresas, obviamente, possuem correspondências com a minha pesquisa. Jamais ali apareceriam empresas vendedoras de geladeiras ou televisores. Já os anúncios seguintes são os chamados orgânicos. Ou seja, o Google acredita que eles sejam as opções mais apropriadas para a minha pesquisa. A seleção de relevância obedece a critérios de permanência no site, interação com o conteúdo correspondente, velocidade do site, termos relacionados, dentre outros tantos presentes no complexo algoritmo. Vale lembrar que os resultados orgânicos são sempre gratuitos para a organização.

Esclarecidos os critérios dos resultados, vamos citar e avaliar alguns dos principais mitos e verdades acerca da rede de pesquisa do Google.

1 – Para aparecer na primeira página do Google, é preciso investir muito dinheiro.

Mito. A maioria dos resultados mostrados nas páginas do Google não são pagos, mas sim resultado do relevante conteúdo apresentado e técnicas de SEO (Otimização para mecanismos de busca). Mesmo nos anúncios pagos, dependendo do segmento de atuação, bastam algumas dezenas de reais por dia para divulgar seus produtos e serviços.

2 – É possível aparecer nas primeiras páginas do Google através de blogs ou conteúdo relevante dentro do meu site.

Verdade. A principal indexação do Google é através de texto, o qual será comparado com as pesquisas realizadas pelos usuários. Material de qualidade e adequado ao seu público alvo pode colocá-lo nas primeiras páginas. Outro fatores, tais como número de acessos, tempo de permanência, taxa de rejeição e conversões também devem ser considerados.

3 – Para aparecer na primeira página do Google é preciso ter atuação em âmbito nacional.

Mito. O Google realiza, por padrão, pesquisas por segmentação geográfica. Se você possui uma mecânica no Rio Grande do Sul, não aparecerá em outro estado (a menos que anuncie no Adwords para o local errado). Portanto, empresas com reconhecimento regional ou local têm amplas chances de aparecerem nas pesquisas.

4 – Ter um bom site ajuda a aparecer na primeira página do Google.

Verdade. Possuir um site leve, otimizado em SEO, responsivo (funcional em Desktops, celulares e tablets), compatível com todos os navegadores (Mozila, Chrome, Edge, Internet Explorer, Safari) e sistemas operacionais (Windows, Linux, IOS, Android) são essenciais para o Google classificá-lo como relevante.



5 – Estar presente nas redes sociais pode me ajudar a aparecer nas primeiras páginas do Google.

Verdade. Possuir uma página com muitos acessos no Facebook, Twitter e Instagram pode alavancar sua posição nas pesquisas do Gooogle, principalmente em se tratando de pequenos negócios ou comércios de bairros. As avaliações e depoimentos dos consumidores ajudam no “processo de relevância”.

6 – Anunciar no Google Adwords não exige maiores conhecimentos da ferramenta.

Mito. Subestimar a complexidade do Google Adwords é um dos maiores pecados para o fracasso de uma campanha. É extramente aconselhável que você aprenda os detalhes da ferramenta, evitando erros de segmentação, palavras-chave, lances e outros aspectos de marketing. O que acarretaria custos demasiados e resultados ruins. Isso sem mencionar os anúncios da Rede de display com diferentes segmentações e Remarketing, bem mais complexa que a rede de pesquisa. Neste caso, procurar um profissional pode ser o mais indicado.

7 – Avaliações negativas sobre o meu negócio também podem ser mostradas na primeira página do Google.

Verdade. Ao buscar referências sobre alguma empresa, os comentários negativos e reclamações também aparecem na relevância, geralmente na primeira página. Muitas reclamações em sites como o “Reclame aqui” podem acabar com sua reputação. Jamais negligencie o seu cliente.

8 – Ser citado por outros usuários e sites aumenta minha chance de estar nas primeiras páginas.

Verdade. Sempre que algum usuário em redes sociais ou site cita o seu endereço, sua empresa ganha relevância. Imagine que diversos blogs especializados em gastronomia citem o endereço do seu restaurante como boa opção para um jantar na cidade, isso será levado em conta para pesquisas futuras e aumenta o seu PageRank.

9 – Contratei uma empresa que prometeu me deixar rapidamente na primeira página do Google. Mito ou Verdade?

Depende. Muito cuidado com empresas que prometem mundos e fundos, mesmo através da compra de links pagos do Google. Como foi dito ao longo de todo esse texto, o Google buscará a relevância para o usuário em qualquer situação. Antes de prometer algo, uma empresa séria irá avaliar a sua real situação de marketing digital e quais as medidas necessárias para torná-lo competitivo.

10 – Quem paga mais aparece primeiro nos anúncios de links patrocinados

Meia verdade. É verdade que o sistema do Google Adwords possui funcionamento do tipo leilão, mas este não é o único fator. A relevância do anúncio para o usuário também influi na disputa. O Google dará prioridade para a propaganda com a maior possibilidade de conversão. Afinal, o Google só recebe quando o usuário clica na publicidade apresentada.

Espero que o texto tenha esclarecido algumas dúvidas sobre como aparecer nas primeiras páginas de busca do Google. Quanto mais significativo e interessante for aquilo que você oferece, melhor colocado estará e menos precisará investir em propaganda. Seja relevante e apareça nas pesquisas do Google!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.